Albérisson Carlos destaca que ACS-PE garantiu no STF direito a remuneração por subsídio para Policiais e Bombeiros Militares de Pernambuco

Durante debate veiculado na rádio CBN Recife, o presidente da Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados explicou que a entidade foi a única no país que conseguiu que a regulamentação do salário seja baseada na maior patente.

Publicado em - 3 de novembro de 2021

Albérisson Carlos destaca que ACS-PE garantiu no STF direito a remuneração por subsídio para Policiais e Bombeiros Militares de Pernambuco

O Presidente da Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados, Albérisson Carlos, destacou, na terça-feira, 2 de novembro, o empenho da ACS-PE em garantir melhoria salarial dos Policiais Militares e Bombeiros Militares de Pernambuco.

Durante debate veiculado na rádio CBN Recife, Albérisson Carlos explicou que a Associação foi a única no país que conseguiu o direito à remuneração por subsídio, ou seja, em parcela única e que a regulamentação do salário seja baseada na maior patente. Um soldado tem o salário estabelecido em uma porcentagem do que um coronel recebe.

“Aqui em Pernambuco nós temos algo que já é pacificado no STF. A Associação de Cabos e Soldados, sob minha gestão, foi a única do Brasil que ganhou, já está transitado e julgado, o direito do Policial Militar e Bombeiro Militar receber em parcela única de remuneração, que é o subsídio”, disse Albérisson Carlos.

O presidente da ACS-PE enfatizou ainda que a entidade trabalha para que a decisão do STF seja cumprida por parte do Governo.

“Estamos evidentemente em um processo, mandado de injunção, para ser executado (a remuneração em subsídio). O Estado já tem ciência disso. É vontade política de não querer melhorar o salário da segurança pública”, afirmou Albérisson Carlos.

Também participaram do debate o Juiz de Direito da 7a. Vara da Fazenda Pública, Luiz Rocha, e o economista Thiago Monteiro, bem como o comunicador Aldo Vilela.

Notícias Relacionadas

Abrir Chat
Olá 👋 Podemos te ajudar?
Olá 👋
Podemos te ajudar?