Albérisson Carlos lamenta suicídio de Policial no Hospital da PM e destaca a importância da prevenção do adoecimento psicológico dos profissionais

O Presidente da Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados explica que diariamente vários Policiais são afastados das ruas no país por motivo de problemas psicológicos.

Publicado em - 18 de novembro de 2021

Albérisson Carlos lamenta suicídio de Policial no Hospital da PM e destaca a importância da prevenção do adoecimento psicológico dos profissionais

Em debate na TV Nova, presidente da ACS-PE discute estatuto do armamento com advogada do criminoso Lázaro. Foto: Divulgação

Presidente da Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados, Albérisson Carlos, lamentou a ocorrência de suicídio registrada na quarta-feira, 17 de novembro, de um policial de 53 anos, identificado como Gilberto Arcanjo Barbosa, dentro de hospital Militar, situado no bairro do Derby, em Recife.

“É lamentável o fato que aconteceu. É preocupante, porque o Estado precisa tomar uma medida nesse aspecto, em cuidar da saúde mental do Policial e do Bombeiro Militar, tanto ativo como o reformado”, disse Albérisson Carlos.

O presidente da ACS explicou que no país em média 45 Policiais são afastados do trabalho da rua por causa de problemas psicológicos.

“O que aconteceu no Hospital da Polícia reflete o que há muito tempo a gente já vem falando. Por dia, no Brasil, há uma média de 45 Policiais afastados por dia da rua por causa de problemas psicológicos. Agora também os Policias que estão na reserva, por causa desse arrocho salarial e em virtude da desilusão no final da carreira, nos leva a reflexão de que é necessário que o Estado prepare esse profissional, que se dedicou por anos, para este momento de saída”, defendeu Albérisson Carlos.

A saúde mental dos Policiais está em voga no Brasil, onde o número de Policiais que tira a própria vida é maior que o dos que morrem em serviço, segundo o relatório anual do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O estudo, divulgado no final de 2020, aponta que, somente em 2019, 91 Policiais – militares e civis – cometeram suicídio. Já os mortos no trabalho foram 72. Fora de serviço, 101 Policiais foram mortos.

Albérisson Carlos faz um apelo para que quando as pessoas identificarem que um colega Policial esteja passando por um momento de depressão ou de saúde mental ofereça apoio, inclusive procurando profissionais que possam ajudar de maneira efetiva e preventiva.

Notícias Relacionadas

Abrir Chat
Olá 👋 Podemos te ajudar?
Olá 👋
Podemos te ajudar?